07/02/2017

Corrida - a escolha do calçado pode estar sendo feita de forma errada



A escolha do calçado influencia o surgimento de dores ou lesões em corredores?


Para responder essa pergunta, pesquisadores acompanharam cerca de 80 mulheres ao longo de um programa de treinamento de 13 semanas de duração. Avaliaram o nível de pronação dos pés e, aleatoriamente, cada uma delas recebeu um par de tênis de um tipo específico, dentre três tipos: estabilidade, controle do movimento ou neutro.

O calçado de controle do movimento era o que apresentava mais ítens de controle do movimento (controle da pronação), seguido do "estabilidade" e então do "neutro".



As atletas, que já tinham treinamento prévio, apresentaram três tipos de pisada (avaliada pelo ìndice de Postura do Pé - um teste específico feito para verificar o quanto de pronação está presente): neutra, levemente pronada ou muito pronada. Acreditava-se que a adequação do calçado ao tipo de pisada (pisada neutra com calçado neutro, pronação leve com calçado de controle do movimento ou estabilidade, pronação elevada com calçado de controle do movimento) iria promover uma menor dor medida em repouso, atividade e durante ou após a corrida, e um menor número de lesões (dias perdidos de treinamento devido a dor ou lesão).

Pois bem, o que foi encontrado foi diferente disso:
. em indivíduos com pé pronado o calçado de controle do movimento foi o que gerou mais dor, inclusive na corrida;
. naqueles com pé neutro, o uso do calçado de controle do movimento também foi o que gerou mais dor, inclusive na corrida.  
. em todas as situações, o calçado de controle do movimento foi o que gerou mais dor, tanto no pé neutro como no pronado, e teve uma tendência a maior dor nos pés muito pronados.
. o calçado de controle do movimento apresentou tendência também maior número de dias de afastamento do treinamento para todos os tipos de pé.
. durante a corrida, os pés neutros apresentaram menos dor durante o uso do calçado de estabilidade em comparação ao calçado neutro, enquanto os pé pronados apresentaram o inverso, menor dor no uso dos calçados neutros em relação aos de estabilidade.

Ou seja, a escolha do calçado de corrida de acordo com o grau de mobilidade (pronação, supinação, etc) avaliada parece não ser uma ação adequada. Não se conseguiu adequar o calçado a essas corredoras, de forma que tivessem menos dor com o calçado, supostamente, mais apropriado.

Outras estratégias devem ser usadas. Se quiser uma (boa) sugestão, veja nossa dica de como escolher o calçado da corrida.



Referências Bibliográficas:

1. Ryan MB, Valiant GA, McDonald K, Taunton JE. The effect of three different levels of footwear stability on pain outcomes in women runners: a randomised control trial. British Journal of Sports Medicine. 2011 Jul 1;45(9):715–21.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem vindo em comentar e dividir sua opinião. Pedimos apenas que seja respeitoso com todos e que se identifique através de seu nome, profissão e e-mail.

Comentários sem identificação serão moderados e/ou deletados.

TrendsTops

TrendsTops - Agregador de Links

Eu Te Salvo

Uêba

Uêba - Os Melhores Links